O uso de fones de ouvido e a Perda de Audição precoce

Todos nós sabemos o quanto a audição está relacionada à qualidade de vida do ser humano.  A audição, quando está prejudicada, pode afetar as relações interpessoais, emocionais e de trabalho do indivíduo. No entanto, os jovens parecem não ter conhecimento sobre as conseqüências de uma perda de audição e acabam adquirindo hábitos inadequados que podem afetar precocemente o seu sistema auditivo.

Jovens de todas as idades utilizam fones de ouvido em seus aparelhos portáteis (MP3, MP4, celular, IPod…) em sua vida diária.

Em minha rotina de atendimento, pude constatar que esses jovens  vem apresentando alterações auditivas temporárias  ao realizar o exame audiométrico após o uso excessivo de fones de ouvido. Há estudos que comprovam que esses equipamentos podem atingir até 100dB de intensidade sonora e seu uso, por mais de 1 hora nessa intensidade,  pode acarretar  lesão no aparelho auditivo.

Em um levantamento feito com jovens antes da realização da audiometria, pude perceber que a maioria apresenta desconforto e sensação de ouvido tapado  após o uso de fones de ouvido. Ao realizar a audiometria, noto que nestes casos, houve uma perda significativa de audição, principalmente nas freqüências agudas, voltando à normalidade ao solicitar repetição do exame após repouso auditivo. Essa perda de audição pode ser temporária, mas o uso diário e por período prolongado dos fones de ouvido, pode ocasionar uma perda auditiva permanente.

As alterações auditivas precoces ocasionadas por fones de ouvido, podem impedir que o jovem seja  inserido no mercado de trabalho, principalmente em alguns setores específicos da empresa, onde há a exposição ao ruído.

Cada vez aumenta mais o mercado de telemarketing e com isso, aumenta a procura por jovens para trabalhar em call centers. Muitos jovens que vem à clínica realizar audiometria ocupacional para entrar no mercado do telemarketing  estão se tornando inaptos para exercer a função de operadores de teleatendimento. Ao realizar um levantamento do histórico auditivo destes jovens, pude constatar que a maioria usa fones de ouvido há muitos anos em níveis elevados de pressão sonora por mais de duas horas por dia.

Para tanto é necessário que os jovens tenham consciência dos danos auditivos que essa exposição a nível intenso de pressão sonora  pode causar e com isso, seguir medidas preventivas como: usar o fone em volume que não cause desconforto e evitar ultrapassar 1 hora de uso diário. Tais medidas impedem que esses jovens venham a apresentar perda auditiva precocemente.

Desta forma, pode-se garantir que esses jovens tenham uma boa saúde auditiva em sua vida adulta e que cada vez mais possam entrar no mercado de trabalho em qualquer setor industrial, sem que uma possível perda de audição os impeça de exercer sua profissão e se tornarem produtivos no ramo que escolherem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: